Prátika Logística desenvolve projeto pioneiro de rastreabilidade de medicamentos


 Voltar



Com total pioneirismo no Brasil, a Prátika Logística realizou, em 08 de janeiro de 2014, o primeiro teste de rastreabilidade de medicamentos, conforme dispõe a Lei 11.903/2009, que institui o Sistema Nacional de Controle de Medicamentos (SNCM), realizando o transporte do laboratório até a distribuidora.

No prazo máximo de três anos, as embalagens de medicamentos contarão com um código bidimensional, e a indústria deverá ter em funcionamento um sistema eletrônico que acompanhe cada passo da caixinha, da fábrica até a farmácia. No caso de medicamentos controlados, o monitoramento irá além, permitindo saber quem comprou determinado item.

O projeto piloto foi implementado em parceria com a Eurofarma, uma das maiores indústrias farmacêuticas do país, com o Sindusfarma (Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo), com a T2 Software (empresa especializada em consultoria para serialização e rastreabilidade de medicamentos) e com a USP (Universidade de São Paulo).

“Foi um honra para nós, da Prátika Logística, termos sido convidados para fazer parte desse pioneiro e importante projeto, tanto para o segmento logístico quanto para as indústrias farmacêuticas, uma vez que essa ação terá um efeito positivo contra o contrabando e o roubo de carga, pois serão fiscalizados os pontos informais de venda dos medicamentos, onde costuma ser vendido o remédio irregular”, afirma Marcio Fontes, Diretor Comercial da Prátika Logística. E completa: “é uma iniciativa que traz benefícios para a indústria farmacêutica e para a sociedade”.